Logo da Mundana Alto contraste +A A -A Facebook Logo Vimeo

O DUELO (2013)

Depois de ser apresentada em Fortaleza (aonde aconteceu sua estreia nacional no dia 02 de agosto de 2013), no Parque Nacional da Serra da Capivara - Piauí, em João Pessoa, Brasília, Belo Horizonte, Campinas, São Paulo, Santo André, São Carlos e Bauru, O Duelo chega ao Rio no dia 6 de fevereiro, no Espaço Tom Jobim. Essa é uma adaptação para o teatro da novela homônima do consagrado contista, dramaturgo e novelista russo Anton Tchékhov (1860-1904). O texto é de 1891. A história, inquietante e surpreendente, acontece sob o calor quase alucinógeno do litoral do lendário Mar Negro. Ali surge a tensão entre os dois duelantes: um, a típica caricatura do herói romântico russo sem caráter, o outro, a também típica caricatura do porvir trágico da humanidade no século XX: um darwinista social. Vemos a luta dessas duas visões de mundo antagônicas numa sociedade periférica, espelho distorcido das metrópoles russas e europeias. A adaptação do texto é de Vadim Nikitin e Aury Porto, que também é idealizador do pr ojeto e divide a produção com Camila Pitanga.

Georgette Fadel explica a importância de se iniciar a turnê longe do eixo Rio-São Paulo "Ao sairmos de São Paulo e do Rio de Janeiro, passamos a ver, com o estranhamento de quem chega a um local diferente, a dificuldade e a descoberta de habitar um espaço com características distintas do local de origem, o que é muito rico para a construção do que acontece no palco".

O elenco é formado por Aury Porto, Camila Pitanga, Carol Badra, Fredy Allan, Guilherme Calzavara, Otávio Ortega, Pascoal da Conceição, Sergio Siviero e Vanderlei Bernardino. Refinada em sua simplicidade, repleta de simbolismo e atmosfera sensorial, a montagem conta com música ao vivo, um vigoroso trabalho corporal feito por Tarina Quelho, direção vocal e interpretativa de Lúcia Gayotto, iluminação de Guilherme Bonfanti e direção de arte de Laura Vinci. A cenografia do espetáculo conta com uma obra do artista plástico carioca Franklin Cassaro. O figurino foi criado por Diego Costa e das 92 peças que o compõe algumas foram assinadas pelos estilistas convidados Alexandre Herchcovitch, Paula Pinto e Lino Villaventura.

Em abril de 2013, o processo começou com workshops na cidade de São Paulo e emendou com viagens de imersão no Sertão do Ceará, onde a companhia ensaiava e dava oficinas para a população das cidades por onde passou: Arneiroz (na região dos Inhamuns), Lavras da Magabeira (no Cariri) e Iracema (no Vale do Jaguaribe). Nesse trabalho estão reunidos artistas egressos de vários grupos e Companhias da cidade de São Paulo tais como Teatro Oficina, Os Fofos Encenam, Teatro da Vertigem e Cia São Jorge de Variedades.

Com patrocínio da Caixa Econômica Federal e dos Correios O Duelo é a sexta encenação da mundana companhia. Essa montagem encerra uma tetralogia de autores russos iniciada com O Idiota, de Fiódor Dostoiévski, apresentada no Rio de Janeiro em 2011 (Galpão do Espaço Tom Jobim) e 2012 (Fábrica Bhering).

The Herald, Edimburgo. Agosto, 2014.

18/julho/2014



16/julho/2014 - Crítica de O Duelo, em Avignon, França

O Globo. Julho/2014

La Terrasse, 23 junho 2014.

Questão de Critica, por Renan Ji, 2014
Link

Segundo Caderno, O Globo. 2014

Rio Show, O Globo. 2014

Segundo Caderno, O Globo. 2014

2014 - Segundo_Caderno

29/novembro/2013



Hemil Uechi, 2013

Junior Aragão, 2013

City Local News, Avignon, 18 de julho de 2014.

La Terrasse. 16/julho/2014 - Avignon, França.

25/junho/2014



Aury Porto, membro fundador da mundana companhia fala nesta reportagem para O Globo sobre sua trajetória na companhia e sobre a peça O Duelo.

Crítica de Daniel Schenker, 2014

Zona Sul, O Globo. 2014

Alcelmo Gois, O Globo. 2014

2014 O Globo Gente Boa

02/dezembro/2013



23/novembro/2013 - SPTV 1ª Edição



27/outubro/2013 - Metrópole



Jornal da Comunidade - Brasília, 2013

03/outubro/2013



Jornal Metro - Brasília, 2013